Projetando desde já as cidades do futuro com ENVI-met

O software é baseado em um modelo microclimático, holístico e tridimensional. Ele simula as interações climatológicas entre superfícies, plantas e atmosfera. Além de gerar cálculos microclimáticos com resolução de até um metro quadrado, o ENVI-met também analisa os efeitos das estratégias de planejamento sobre o clima urbano.

As simulações são realizadas em uma resolução horizontal de apenas alguns metros e um período de tempo geralmente entre 24 horas e alguns dias de duração. O resultado: planejamento urbano adequado ao clima em cidades mais acolhedoras no futuro.

ENVI-met validado mundialmente

Nosso software é o resultado de quase 30 anos de pesquisa e desenvolvimento, sendo o modelo microclimático mais aplicado no mundo. Mais de 3.000 estudos e publicações técnicas independentes validaram os resultados científicos obtidos por meio do ENVI-met.

Análise pelo open urban design como ferramenta para a melhoria do conforto térmico dos pedestres no clima marroquino

Marroco, África

Clima Quente de Deserto

Um estudo abrangente focado em diferentes estratégias de projeto urbano para melhorar o conforto térmico das pessoas, nas quatro regiões climáticas do Marrocos (sub-úmido e úmido, clima árido frio, clima árido de inverno e clima do Saara), usando simulações numéricas.

O modelo microclimático ENVI-met foi utilizado e validado em relação aos dados medidos (temperatura do ar, umidade relativa e velocidade do vento) para dois pontos com diferentes propriedades de superfície no verão e no inverno. Os dados de saída do modelo indicaram boa concordância com os dados experimentais.

Comparação das análises realizadas através de modelagens de mesoescala (WRF) e microescala (ENVI-met)

Toronto, Canadá

Climate Continetal Úmido

Um estudo comparativo sobre o uso de modelagens numéricas para avaliar às estratégias verdes urbanas na modificação do microclima urbano da região da Grande Toronto, durante o evento de ondas de calor, utilizando tanto modelos em microescala (ENVI-met) quanto em mesoscala (WRF).

As validações dos dois modelos foram realizadas comparando os dados de saída do modelo (temperatura do ar) com os dados medidos. Os resultados mostraram que as saídas simuladas de ambos os modelos têm bons resultados com os dados medidos. Além disso, ambos os modelos confirmam resultados similares em como a vegetação podem melhorar o conforto térmico das pessoas em um clima continental.

Impacto microclimático da localização e arranjos das árvores em ambientes abertos e no conforto térmico das pessoas em um ambiente residencial urbano

Phoenix, Estados Unidos da América

Clima Tropical e Subtropical de Deserto

Um estudo abrangente sobre a avaliação dos impactos da localização e disposição das árvores para maximizar o potencial de resfriamento no microclima externo e melhorar o conforto térmico humano usando ENVI-met.

As saídas simuladas pelo ENVI-met (temperatura do ar) foram validadas com dados experimentais medidos. Os resultados mostraram que o modelo simulou adequadamente a temperatura do ar, indicando a localização espacial em que tiveram os valores máximos para temperatura do ar na região, considerando transectos feitos de manhã e de tarde.

Projetos de um bairro voltado para eficiência energética de habitações sociais de baixa densidade: Estudo de caso de uma cidade árida na Argentina

Mendoza, Argentina

Clima Tropical e Subtropical de Deserto

Um estudo abrangente que avalia o potencial de resfriamento de diferentes projetos de moradias habitacionais para reduzir o consumo de energia no verão e melhorar a eficiência energética na escala do bairro sobre um clima desértico.

O modelo microclimático ENVI-met foi aplicado e validado por meio da comparação de seus resultados com uma série de medições de temperatura do ar. Ele mostrou que os resultados simulados pelo ENVI-met apresentaram uma boa concordância com os dados medidos.

Processo de calibração e parametrização de plantas tropicais usando ENVI-met V4– estudo de caso para São Paulo

São Paulo, Brasil

Clima Subtropical Úmido

O estudo de caso visou a melhorar o processo de calibração do modelo ENVI-met V.4 para temperatura do ar, tanto em áreas construídas quanto em áreas com vegetação, considerando vários parâmetros e o modelo de simulação de árvores.

Foram realizadas medições de campo na cidade de São Paulo para monitorar as condições microclimáticas representativas para um dia quente, dentro de um parque urbano e em uma área sem vegetação no entorno próximo. Após um processo de calibração no qual os parâmetros de modelagem ENVI-met foram testados e várias simulações foram executadas, foi alcançada uma alta concordância entre os resultados da simulação e as medições no local com um RMSE de 0,7K.

Como as estratégias de pavimentação e plantio de árvores afetam as condições microclimáticas e o conforto térmico em um complexo de apartamentos?

Seul, Coréia do Sul

Clima Continental Quente

Um estudo detalhado sobre o impacto de diferentes projetos urbanos e estratégias de mitigação utilizando a vegetação no conforto térmico em um clima continental quente, durante o verão.

Para testar a confiabilidade do ENVI-met, o modelo realizou uma simulação de 24 h e os dados de saída (temperatura do ar) foram comparados com as medições de campo de estação meteorológica próxima. Os resultados mostraram uma boa concordância entre os dados simulados e os medidos.

Avaliação do desempenho do resfriamento vertical em cenários com vegetação urbana em um ambiente residencial

Changsha, China

Clima Subtropical Úmido

Um estudo extensivo que apresenta uma nova abordagem sobre o potencial de resfriamento da vegetação na vertical, utilizando o modelo microclimático ENVI-met.

Os dados de saída simulados (temperatura do ar) foram validados em relação aos dados medidos. Os resultados mostraram que erros de mesclagem estão dentro do limite aceitável e que o ENVI-met é uma ferramenta confiável para investigar a influência da vegetação sobre o ambiente térmico urbano.

Avaliação do modelo de vegetação do ENVI-met para quatro espécies de árvores comuns em uma área subtropical úmida quente

Guangzhou, China

Clima Subtropical Úmido

Um estudo abrangente que avalia a confiabilidade e robustez dos dados simulados pelo modelo de vegetação do ENVI-met, em relação ao potencial de resfriamento para quatro espécies diferentes de árvores em um ambiente subtropical úmido.

Os dados simulados pelo ENVI-met foram validados com os dados medidos. O resultado mostrou que a temperatura do ar na vegetação, a umidade absoluta do ar, a radiação solar e o fluxo de vapor d’água tiveram uma boa concordância com os dados medidos.

Estudo do impacto dos principais fatores da ilha de calor urbano em um pátio de clima quente: O caso da universidade de Sharjah, EAU

Sharjah, EAU

Clima Quente de Deserto

Um estudo abrangente que visou explorar os principais fatores que influenciam a ilha de calor urbana em condições climáticas quentes, adotando uma análise subjetiva por meio do Analytical Hierarchy Process (AHP) e análise objetiva feita pelas simulações do ENVI-met.

Para a validação do software, as simulações do modelo ENVI-met foram ajustadas com medições feitas no local na mesma data e hora em que o experimento foi conduzido. Os resultados mostraram uma boa concordância entre a temperatura medida no local e as simulações do ENVI-met.

O efeito de ambientes naturais sobre o microclima urbano utilizando o modelo de simulação ENVI-met 4.3

Shah Alam city, Malásia

Zona climática da Floresta Tropical

O estudo mostrou o impacto de vários elementos da paisagem sobre o microclima urbano, usando o modelo microclimático ENVI-met na análise dos cenários.

Os dados de saída do modelo ENVI-met (temperatura do ar) foram validadas em relação aos valores medidos. Os resultados mostraram que o ENVI-met simulou adequadamente esses dados de temperatura.

Modelos microclimáticos para prever a contribuição dos materiais de fachada na ilha de calor sobre o dossel urbano em áreas quentes e úmidas

Yogyakarta, Indonésia

Zona climática da Floresta Tropical

Pesquisa detalhada sobre os impactos microclimáticos dos materiais de fachada na mitigação do efeito de ilha de calor urbano, no ambiente quente e úmido de Yogyakarta, Indonésia.

O modelo ENVI-met foi empregado e validado em relação a variáveis medidas. Os resultados da calibração mostraram que a temperatura do ar simulada, a velocidade do vento, a umidade relativa e a temperatura radiante média tiveram uma boa correlação com os dados medidos.

Avaliação dos efeitos da infraestrutura verde no contexto urbano tropical do Sri Lanka como uma estratégia de adaptação para ilha de calor urbana

Colombo, Sri Lanka

Zona Climática de Savana Tropical

Um estudo paramétrico que examina o potencial de resfriamento da infraestrutura verde na mitigação de ilhas de calor urbano em um clima tropical quente e úmido.

O modelo microclimático ENVI-met foi aplicado para simular o impacto de diferentes projetos de infraestrutura verde urbana. O dado de saída (temperatura) foi validado em relação aos valores medidos em três superfícies diferentes em alturas de 0 m e 1,5 m. Os resultados mostraram que o ENVI-met previu forma adequada as variáveis. Assim, o estudo confirma o ajuste do ENVI-met sobre a região.

Abordagem holística para avaliar os co-benefícios da mitigação do clima local em uma região quente e úmida da Austrália

Darwin, Austrália

Zona Climática de Savana Tropical

Um estudo muito abrangente, que apresenta uma abordagem inovadora e holística de mitigação do superaquecimento urbano através de uma combinação de diferentes estratégias de redução do calor, e que quantifica o benefício da mitigação do calor para a saúde humana, consumo de energia e pico de demanda de eletricidade em uma cidade tropical úmida.

Um modelo de microclima ENVI-met foi empregado e validado através da comparação dos dados de saída do modelo com dados experimentais obtidos de uma rede de 14 sensores de temperatura na cidade. Os resultados mostraram uma boa concordância entre os dados simulados e aqueles observados nas estações meteorológicas em geral.

Avaliação de estratégias sustentáveis e soluções de projeto em assentamentos urbanos de alta latitude para melhorar o conforto térmico em espaços abertos

Trondheim, Noruega

Climate Continetal Úmido

Um estudo que se destaca pela alta latitude da área, sendo voltado para a avaliação de estratégias de projeto urbano para combater os impactos do aquecimento nas cidades e melhorar o conforto térmico externo, por meio de simulações numéricas.

O modelo microclimático ENVI-met foi utilizado e os resultados das simulações foram validados em três fases, nas quais forma feitos ajustes no número de nesting grids e nas condições meteorológicas da borda. Em cada caso, as saídas simuladas (temperatura do ar, umidade relativa e velocidade do vento) foram comparadas com os dados medidos. Os resultados mostraram que os resultados gerados pelo ENVI-met apresentaram uma boa concordância com os dados medidos experimentalmente.

O impacto do aumento no albedo de superfícies urbanas no conforto térmico de ambientes externos dentro de um campus universitário

Delft, Bixes Baixos

Clima Marítimo da Costa Oeste

Um estudo abrangente que indica o impacto das modificações de superfície urbana e estratégias de projeto voltadas ao conforto térmico em ambientes abertos, usando uma abordagem por modelagem numérica.

Os dados de saída do modelo ENVI-met (temperatura do ar) foram validados em relação aos dados medidos. Os resultados mostraram uma boa concordância entre a temperatura do ar medida e a simulada, confirmando assim a eficácia do modelo para esse clima.

Os corpos d’água urbanos ajudam no resfriamento?

Países Baixos

Clima Marítimo da Costa Oeste

Um estudo abrangente do projeto REALCOOL que demonstra o potencial de resfriamento dos corpos d’água urbanos na escala local durante um dia típico de ondas de calor, no verão da Holanda, usando o modelo microclimático ENVI-met.

Os resultados da simulação para as águas em uma versão antiga do ENVI-met e de uma versão mais recente (v4.1.3) foram comparados com medições experimentais. Os resultados mostraram que o ENVI-met v4.1.3 produziu um resultado mais preciso devido à flexibilidade na definição da mistura turbulenta e a absorção de luz pela água.

Modelagem numérica e validação experimental dos impactos microclimáticos do resfriamento por névoa de água em áreas urbanas

Roma, Itália

Clima Mediterrâneo Temperado e Quente

O artigo demonstra a possibilidade de resfriamento por um sistema de aspersão de água para mitigar o impacto do calor urbano, avaliando a capacidade do modelo ENVI-met de prever adequadamente as condições microclimáticas na área em questão.

As saídas do modelo ENVI-met (temperatura do ar e umidade relativa do ar) foram validadas em relação aos dados observados. Os resultados mostraram que a temperatura e a umidade relativa do ar tiveram boas estimativas e, portanto, foram adequadas para o experimento.

Condições de conforto em ambientes abertos nas áreas urbanas: A perspectiva do cidadão sobre a mitigação do microclima em áreas de tráfego urbano

Perugia, Itália

Clima Mediterrâneo Temperado e Quente

Um estudo experimental e abrangente com intervenções microclimáticas para melhorar o conforto térmico dos pedestres no verão em um clima Mediterrâneo temperado e quente.

Os dados de saída gerados pelo modelo ENVI-met (temperatura do ar, umidade relativa, radiação solar global, radiação de onda curta refletida e temperatura de superfície) foram validados em relação aos dados medidos. Os resultados da simulação estão de acordo com os dados medidos, e a margem de erro foi considerada aceitável para o experimento.

Modelagem da transpiração e temperatura da folha em árvores urbanas – Um estudo de caso avaliando o modelo microclimático ENVI-met em relação aos dados medidos

Mainz, Alemanha

Clima Continental Quente

Um estudo detalhado que avalia a capacidade do modelo de vegetação do ENVI-met de simular adequadamente a taxa de transpiração das plantas e as temperaturas das folhas sombreadas.

Os dados de saída do modelo ENVI-met foram validados em relação à temperatura medida das folhas e ao fluxo da seiva. Os resultados mostraram que o modelo de vegetação do ENVI-met indicou adequadamente a magnitude e as variações no curto prazo da taxa de transpiração, considerando as variações na cobertura de nuvens, obtendo uma boa concordância com os valores de temperatura da folha medida.

Avaliação do desempenho do modelo ENVI-met em ciclos diurnos para diferentes condições meteorológicas

Bilbao, Espanha

Climate Temperado Úmido

Um estudo extenso de validação sobre a eficácia do modelo ENVI-met para simular adequadamente as variáveis microclimáticas sob diferentes condições meteorológicas em um clima temperado úmido.

Os dados de saída do ENVI-met (temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade do vento e temperatura média radiante) foram validadas em relação aos dados de medição. Os resultados mostraram uma boa concordância entre os resultados simulados e os medidos.

Validação de modelagem numérica para a condição térmica microclimática de pátios semi-fechados entre edifícios

Hannover, Alemanha

Climate Temperado Úmido

Um estudo de avaliação detalhado que valida o potencial preditivo do modelo de vegetação do ENVI-met em um pátio semi-fechado. Os dados de saída simulados (temperatura do ar, umidade relativa do ar, velocidade do vento e temperatura radiante média) foram validados em relação aos valores medidos e estimados.

Foi obtido um bom resultado entre os dados simulados e os medidos. O estudo proporciona uma maior confiança na capacidade preditiva do modelo ENVI-met para simulações com variáveis microclimáticas dentro de pátios semi-fechados.

Os cálculos do modelo de microclima incluem:

Fluxos de radiação de onda curta e longa considerando sombreamento, reflexos múltiplos e radiação proveniente de superfícies, edifícios e vegetação

Determinação da evapotranspiração e fluxos de calor sensíveis da planta, incluindo simulação completa de todos os parâmetros físicos da planta (por exemplo, a taxa fotossintética)

Cálculo dinâmico das temperaturas de superfície e temperatura das paredes para cada elemento de fachada e cobertura com até três camadas de material e sete pontos de cálculo na parede

Incorporação da vegetação na fachada e na cobertura em todos os fluxos de energia

Simulação das trocas úmidas e de calor dentro do sistema de solo – considerando também o fornecimento de água às plantas

Representação tridimensional das árvores usando skeleton models para simular carga biomecânica e deformação devido às forças do vento

Dispersão de gases e partículas – o modelo considera partículas (incluindo sedimentação e deposição em folhas e superfícies) bem como gases inertes e reativos do ciclo O₃, NO e NO₂

Determinação de diversas métricas biometeorológicas tais como a Temperatura Radiante Média (MRT), Temperatura Equivalente Fisiológica (PET) e Índice Termoclimático Universal (UTCI)

Para o gerenciamento e processamento de dados digitais, para criação de “digital twins” e para a avaliação gráfica

Use o poder do Python para analisar e visualizar dados ou para criar scripts para sua aplicação diretamente a partir da interface ENVI-met

Conheça o ENVI-met (Em inglês)

Licença Lite do ENVI-met

versão demo, para explorar o software

Tamanho limitado do domínio

Opções reduzidas dos dados de saída e análise

Não inclui computação paralela

Não permite uso comercial

Gratuita

FAQ

Aqui você encontrará respostas às perguntas mais frequentes sobre os tópicos básicos do ENVI-met.

Principais programas

Monde

Digitalize o entorno do seu modelo.

Spaces

Desenvolva a área do modelo e gere arquivos (.INX) para executar uma simulação.

ENVI-guide

Crie novos arquivos de simulação (.SIMX) ou edite arquivos existentes em uma base interativa.

ENVI-core

Gere suas simulações neste módulo central de cálculo.

BIO-met

Calcule os índices de conforto térmico humano (por exemplo, PET ou UTCI) com base em dados simulados.

Leonardo

Analise os resultados de seus modelos, crie mapas e animações bidimensionais e tridimensionais.

Programas adicionais

Database Manager

Seja guiado passo a passo através de cada função do software.

Albero

Simule plantas tridimensionais complexas, determinando suas propriedades e aparência.

TreePass

Disponível a partir de 2022

Calcula e simula a biomecânica de árvores, assim como as condições locais com uma resolução de alguns centímetros.

Project Manager

Organize seus projetos em diferentes espaços de trabalho e defina configurações individuais para cada um deles.

Exportação do modelo ENVI-met como um plugin para seu software

SketchUp

O plugin de código aberto para o SketchUp permite criar modelos 2.5D do ENVI-met. É compatível com o SketchUp Pro 2019 e o SketchUp Pro 2020.

Grashopper & Rhino

A integração com o ENVI-met permite a criação e edição de modelos 3D, assim como a execução de simulações. O plugin é compatível com Grasshopper para Rhinoceros 6.

Morpho

O ENVI-met é compatível com o Grasshopper para o Rhinoceros 6 e o Dynamo para o Revit 2020/2021.

Distribuidores

China Continental, Hong Kong,
Macau, Taiwan

Kunshan Piaoyou Architectural Technology Co., Ltd.
(昆⼭票友建筑科技有限公司)

Hongji Fortune Plaza, No.1, Room 131, Kunshan
Development Zone

yujin.yang@envi-met.com
https://www.arch-proyou.com/
QQ:1012524816
+86 157 518 668 99

India

InterCAD Systems Pvt. Ltd.

#1210, Prasad´s Plaza, 19ᵗʰ Main, 8ᵗʰ Cross, BTM 1ˢᵗ stage, Bangalore – 560 029
7ᵗʰ Floor, Alpha Plaza, KP Vallon Road, Kadavanthra,
Cochin – 682020

sales@intercadsys.com
http://www.intercadsys.com/
+91 98470 32588